Domingo, 20 de agosto de 2017
"Precisamos seguir as pegadas de um Deus sonhador e não parar de sonhar, nunca." (Ap. Sinomar)

SIMPLIFIQUE SUAS CRISES

 Texto Base – Tg 1: 1 – 12.

“Tiago, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo, às doze tribos que se encontram na dispersão, saudações. Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes. Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa; Homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos. O irmão, porém, de condição humilde glorie-se na sua dignidade, e o rico, na sua insignificância, porque ele passará como a flor da erva. Porque o sol se levanta com seu ardente calor, e a erva seca, e a sua flor cai, e desaparece a formosura do seu aspecto; assim também se murchará o rico em seus caminhos. Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam.

I – INTRODUÇÃO.

– As crises são uma constante na vida de cada pessoa e elas necessariamente não são boas, mas depende de como vamos enfrentá-las. Vivemos em um mundo tecnológico que nos oferece uma gama enorme de atrativos, mas que nos sobrecarregam mais e mais em lugar de facilitar as nossas vidas. Tornamo-nos mais envoltos em uma teia que nos dificulta o nosso viver gerando ainda mais crises.

– O apóstolo Tiago diz que as crises são um caminho. Quando passardes por este caminho, tenham alegria e não se amargurem. Simplifiquem suas crises para que tenham uma ação completa. Pois se a amargura e o ressentimento entrarem, de nada valerá ter passado por aflições e angústias.

– É importante entendermos o propósito que o Senhor tem em cada situação de crise. Disposição e atitude são palavras chaves para entendermos este propósito. Disposição de perseverar, de caminhar, de não retroceder e sim amadurecer durante as crises. E a atitude de confiar no Senhor, de confiar no seu amor e cuidado para conosco.

II – DESENVOLVIMENTO.

Vamos ver como alguns personagens bíblicos enfrentaram suas crises e como simplificaram cada uma delas. Vamos passear pela bíblia detalhando e finalizando com a simplificação proposta por Tiago em sua epístola.

1 – CRISE NO RELACIONAMENTO COM O SENHOR.

Leiam: 1Sm 27: 1-2.

– O texto não fala, mas chegou um momento em que Davi desistiu do seu chamado ministerial. Ele entra em profunda crise e, até o capítulo trinta, não ora mais a Deus. Podemos dizer que Davi estava decepcionado com Deus, em profunda crise. Resolve se afastar do seu chamado e fugir para a terra dos filisteus.

– Esta é uma situação curiosa. Podemos nos colocar na posição de Davi: Quantas promessas já se ouviram a respeito do ministério Luz para os Povos? Quantas promessas já se ouviram a respeito de nossa posição dentro dele? Mas o tempo passa e parece que elas não acontecem. Deixamos de ser um referencial de espiritualidade para ser um referencial onde nada dá certo.

– Então surge a mágoa, e esta mágoa gera uma crise, pois do outro lado está a pessoa do próprio Senhor. No meio da crise Davi não a simplifica, mas a alonga agindo como se não tivesse acontecido nada. Ele deixa a sua posição e se alia a quem ele foi chamado para atacar. Chegamos a imaginar que Deus se esqueceu de nós, se esqueceu das promessas que nos foram dadas.

– No auge da crise Davi se refugia na terra dos filisteus e passa a mentir a respeito do seu comportamento. Até que a graça de Deus o alcança. Precisamos amadurecer. Em meio à crise somos confrontados com o nosso fracasso, pois até mesmo os amigos fiéis falavam em apedrejá-lo. Então o coração de Davi se abre para a graça: para onde irei Senhor, só tu tens as palavras da vida.

2 – CRISE NO RELACIONAMENTO COM OS LÍDERES.

Leiam: 2Sm 21: 15 – 17.

– Davi era o escolhido de Deus para implantar o reino, mas as suas forças estavam se debilitando, ele poderia morrer em uma batalha. Então os seus homens o envolvem, protegendo a lâmpada de Israel. E aqui surge mais uma crise que precisa ser simplificada: vivemos em um mundo em que faltam líderes.

– Não seguimos a quem não reconhecemos como lâmpada de Deus. Davi era a lâmpada de Deus naquele momento. Hoje, há um disseminar de atos errados de lideranças. Isso é um veneno do diabo para entorpecer os sentidos espirituais. Entrou uma postura de depreciação contra a liderança que tem afetado a obra como um todo, pois não se segue um líder que não é reconhecido como líder.

– Olhamos para os nossos líderes e não há respeito, amor, consideração. Então não levamos a sério o que nos é pedido. Não multiplicamos, não reconhecemos as convocações. Precisamos preservar o chamado do Ministério Luz para os Povos. Simplifique essa crise. Somos os homens e mulheres que o Senhor tem aqui. Recomeça algo novo em nós Senhor!

3 – CRISE NA SUA AUTO-IMAGEM.

Leiam: 1Sm 16: 12 – 13.

– O Senhor descreve Davi antes da sua unção: era ele de boa aparência e belos olhos. Os olhos mostram o que vai dentro da alma. Davi tinha uma vida simplificada: estava cheio de Deus antes mesmo de ser ungido rei. Embora tivesse sido desprezado por seu pai não havia nele traumas, preconceitos, ou se ver como um gafanhoto.

– Estamos diante de uma crise de identidade onde jovens estão morrendo pelas drogas, trânsito, jogos de internet e etc. Falta identidade. Quando temos uma visão errada de nós mesmos não podemos ser úteis a Deus. Tiago simplesmente dizia que era servo de Jesus. O que os seus olhos mostram de você? Davi sabia quem ele era mesmo não participando com seus irmãos. Tiago sabia quem ele era. Simples assim.

– Estamos diante de uma geração melindrosa que precisa constantemente ser paparicada. Uma geração em crise que não se vê de maneira correta, pois está cheia do mundo e do mundanismo. Uma geração que interpreta de maneira errada a graça de Deus. Cometem vários absurdos sem arrependimento, sem contrição.

4 – CRISE NO RELACIONAMENTO COM OUTROS.

Leiam: 1Sm 30: 23 – 25.

– Temos uma tendência de julgarmos as pessoas pelo que elas dão de resultados visíveis e imediatos. Davi teve que corrigir os seus liderados quando alguns se julgavam melhores por terem participado da batalha e os outros, por estarem cansados, ficaram guardando as bagagens. Qual era o mais importante? Para quem estava gerando a crise era a luta.

– Mas, observem, os outros não fugiram da luta, mas naquele momento estavam exaustos. Ora, a vitória é do Senhor e não do valor de quem fez isso ou aquilo. O resultado é o que o reino ganha. Temos que corrigir em nós a tendência de valorizarmos mais uns do que outros.

– Temos que simplificar. Somos levados pelo visível. Se alguém se destaca financeiramente, se é bom orador, ou se apresenta com esmero do púlpito esse é o escolhido. O Senhor nos ama, simplesmente nos ama. Quando temos revelação do intenso amor de Deus Pai por nós ficamos mais simples. Deixaremos de buscar a atenção e amor de outros mostrando os nossos feitos.

III – CONCLUSÃO.

Agora, como simplificar as crises e receber a coroa da vida à qual o apóstolo Tiago nos mostra em sua epístola? Como caminhar para a maturidade e receber a coroa da vida?

1º. – NÃO SE CONFORME COM A ESTERILIDADE.

Leiam: Jz 1: 13 – 15.

– ISTO É PERSEVERANÇA. As filhas de Calebe não se conformaram com a terra seca; elas queriam as fontes de águas para que a sua terra fosse produtiva. Não se conforme com a sequidão que as crises querem promover em sua vida e ministério. Clame a Deus para que as fontes do Espírito inunde a sua vida e ministério.

– O natural na vida não é a esterilidade, mas a multiplicação. Precisamos estar cheios do Espírito para que a vida brote em nós. Precisamos clamar ao Espírito para a nossa visão míope do que é um ministério. Persevere hoje para que essas fontes fluam em sua vida.

2º. – ASSUMA O SEU CHAMADO.

Leiam: 1Sm 30: 6 – 8.

– ISSO É MATURIDADE. Em meio à maior crise, Davi se volta para o Senhor e reassume a sua função ministerial. A graça o envolve e ele reassume o seu papel.

3º. VIVA A EXPECTATIVA DE RECEBER A COROA DA VIDA.

Bpo. Mauro Roberto

Maio/2017

Série: Simplifique a vida

© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb