Domingo, 20 de agosto de 2017
"A educação que exclui Deus do seu bojo acaba formando verdadeiros monstros, e não homens. O mundo está coalhado de bandidos educados" (Ap. Sinomar).

AMARGURA NO CORAÇÃO CONDUZ À MURMURAÇÃO

O ácido mais destrutivo do mundo encontra-se em uma alma amarga. A amargura é um dos sinais de afastamento de Deus, ou de quebra da comunhão com Ele. Por isto está escrito: “A tua malicia te castigará e as tuas infidelidades te repreenderão; sabe, pois, e vê , que mau e quão amargo é deixares o Senhor, teu Deus, e não teres temos de Mim, diz o Senhor Deus dos Exércitos” – Jeremias 2:1. Tenho muita preocupação com pessoas amargas, pois vomitam ódio, atiram para todos os lados e perdem completamente o equilíbrio e o bom senso. Pessoas amarguradas semeiam sementes de destruição por todos os lados.

  Pedro e João foram a Samaria dar socorro a Felipe, pois a cidade de bom grado receba a Palavra de Deus e muitos sinais e milagres estavam acontecendo. Um mágico chamado Simão, ao qual todos davam ouvidos, do menor ao maior, dizia: “Este homem é o poder de Deus, chamado Grande Poder”. Aquele mágico também abraçou a fé e foi batizado (Atos 8:13)e, quando viu as maravilhas operadas pelos apóstolos, ofereceu-lhes dinheiro, propondo: “Concedei-me também a mim este poder, para que aquele sobre quem eu impuser as mãos, receba o Espírito Santo”. Pedro vendo o intento maléfico daquele homem, dominado por demônios, foi duro e categórico: “Vejo que estás em fel de amargura e laço de iniqüidade”. Aquele homem batizado mas não transformado pelo poder de Deus, na linguagem de Pedro, estava mergulhando num poço de fel e amargura. Muito provavelmente tentou imitar os apóstolos e até mesmo copiar os dons que neles se manifestavam, mas um coração amargurado não tem espaço para Deus, e qualquer experiência sobrenatural, tida como o “batismo no Espírito Santo”, ocorrida em quem continua nos caminhos pecaminosos da amargura, não é de Cristo (1 João 4:1-6). Pelo contrário, é um falso batismo no Espírito, o que pode ser acompanhado de poderes demoníacos (Mateus 7: 21-23).

  Paulo recomenda aos crentes de Éfeso, e é bom considerar a sua orientação: “Longe de vós toda a amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmias, e bem assim toda a Malicia” – Efésios 4:31.

  Aqui está um pacote completo de práticas abomináveis a Deus e que são características dos filhos da desobediência – Efésios 5:6 – “Os tais não herdarão o reino de Deus”. Diante do exposto, o que dizer de crentes amargurados?

  Qual é o problema mais sério de uma pessoa amargurada? Ela ouve o que não foi dito, vê o que não existe e pensa e entende tudo às avessas. Portanto, é de importância capital ouvir o Espírito Santo:

  “Longe de vós toda a amargura”.






 1   de  1 
© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb